Um Amanhã Difícil Parte #5

Por: Sarah Ackerman

 

INTRODUÇÃO
UM BOM OLÁ PARA VOCÊ! EU SOU SARAH ACKERMAN. EU SOU O AUTOR DESTA HISTÓRIA. ESSA IDEIA COMEÇOU COMO NADA MAIS DO QUE UM PROMPT. TOM, UM DOS MEUS CPs, E EU ESTÁVAMOS DISCUTINDO SUPER-HERÓIS. ELE ME PEDIU PARA ESCREVER MINHA PRÓPRIA HISTÓRIA DE ORIGEM DE SUPER-HERÓI. SOU MULHER EM UM TRANSTORNO DOMINADO POR MASCULINOS. FOI APTIDÃO CRIAR UMA SUPER-HERÓI FEMININA EM UM ASSUNTO CENTRADO NO MASCULINO. PERSONALIZEI ESTE HERÓI PARA SER O QUE EU Aspirava SER. UM PEDAÇO DE MIM ESTÁ AQUI. HÁ UM HERÓI EM CADA UM. SÓ PRECISAMOS ABRAÇAR ISSO.

HOLLY ESTAVA CONGELADO. NATASHA NÃO ESTAVA SE MOVENDO. HOLLY AMORTECEU OS OLHOS NA COLINA.

"TU." 

HILL ENTÃO DIRIGIU A ARMA PARA HOLLY. OS DOIS SE OLHARAM PARA O OUTRO ENQUANTO HILL APERTAVA O GATILHO. MAS NÃO FOI FOGO. Hill largou a arma e correu para a porta. HOLLY O CORTA. ELA O LEVANTOU DO CHÃO. 

HOLLY TRITUROU OS DENTES. ELA SEGURA A CABEÇA DE HILL NAS MÃOS. 

"OLHA PARA ELA."

HILL AJUSTOU SEUS OLHOS EM NATASHA.  

HOUVE UM ESTANQUE RUIDOSO E A COLINA DESCEU. TUDO ERA AINDA. 

"Natasha?"

NÃO HOUVE RESPOSTA.

“NATAS? POR FAVOR."

“QUÃO BOM FOI?”

"Natasha?!" 

OS OLHOS DE HOLLY CHEIOS DE LÁGRIMAS.

"SIM." NATASHA gemeu. ELA LEVANTOU. ELA FOI ATINGIDA NA PERNA. “Precisamos sair daqui antes que sejamos pegos.”

NATASHA TROPEÇOU E HOLLY A PEGARAM.

"TE PEGUEI. VAMOS LÁ." 

Houve um estrondo alto e os dois sumiram. ELES VOLTARAM PARA A CABINE. HOLLY ARRASOU UMA NATASHA INCONSCIENTE PARA A COZINHA. 

“NÃO SEI O QUE FAZER.”

ENTÃO ELA VIU UMA PULSEIRA NO BRAÇO DE NATASHA. HAVIA NÚMEROS INSCRITOS NELE. HOLLY NÃO SABE O QUE SIGNIFICAM NEM O QUE FAZER COM ELES. MAS ELA TEM QUE TENTAR ALGO. ELA LEVANTOU O TELEFONE E DISCOU. NA OUTRA LINHA UMA MULHER RESPONDEU.

“QUAL É A SUA LOCALIZAÇÃO?”

"O QUE?"

"SUA LOCALIZAÇÃO."

“EU NÃO POSSO DAR ISSO.”

“OUÇA, VOCÊ PRECISA ME DIZER OU NATASHA VAI MORRER.”

HOLLY REspirou fundo.

“DEZ MILHAS A SUDESTE DE ST. PETERSBURGO.” 

HOUVE UMA BATIDA RUIM NA PORTA. HOLLY O ABRIU E VIU UMA MULHER PEQUENA DE PÉ NA VARANDA. SUA VOZ DEIXOU HOLLY CALMA.

“HOLLY, MEU NOME É GABRIELLE. ESTOU AQUI PARA NATASHA.” 

HOLLY MOSTROU-A PARA DENTRO. POR UM MINUTO, UM SILÊNCIO ENVOLVE A SALA.

“QUÃO RUIM É?”

“NÃO É BOM. MAS NÃO É CRÍTICO. ELA TEM CHANCE.” 

"O QUE EU POSSO FAZER?"

"FIQUE COM ELA. CONTINUE FALANDO COM ELA. ELA ESTÁ RESPONDENDO À SUA PRESENÇA. NUNCA VI ISSO ANTES.”

"COMO É ISSO?"

“NATASHA JÁ SE MACHUCOU ANTES E NUNCA RESPONDEU À PRESENÇA DE NINGUÉM. EXISTE ALGUM TIPO DE CONEXÃO ENTRE VOCÊS DOIS QUE A MANTÉM VIVA. 

HOLLY ESPEROU AO LADO DE NATASHA A NOITE TODA. GABRIELLE TINHA FEITO TUDO QUE PUDE FAZER. AS NOTÍCIAS LENTARAM LENTAMENTE ATRAVÉS DA NOITE. OS RUSSOS ENCONTRARAM A SEDE DA HILL. SEU CORPO FOI ENCONTRADO NAS CÉLULAS. PESCOÇO QUEBRADO. ELE MORREU IMEDIATAMENTE. HOLLY NÃO SE IMPORTOU QUE A COLINA SE FOSSE. NATASHA SÓ ESTAVA PENDURADA POR UM FIO. SE SENTAR AO LADO DELA FOSSE A ÚNICA MANEIRA DE NATASHA VIVER, ELA SERIA AO LADO DELA O TEMPO QUE NECESSÁRIO. HOLLY REFLETIU NAS ÚLTIMAS SEMANAS. ELA NÃO FOI NINGUÉM. UM EMPREGADO DO GOVERNO CONHECIDO PELO NÚMERO. AGORA ELA ERA HOLLY. IRMÃ. ELA FECHOU OS OLHOS. E UMA ÚNICA LÁGRIMA CAIU EM SUA BOCA. 

AO ENTRAR NA MANHÃ NATASHA NÃO DEMONSTROU SINAIS DE PROGRESSO. GABRIELLE DISSE QUE A NOITE DIRIA COMO NATASHA FICARIA FEIRA. SEM PROGRESSO. AINDA NÃO FOI RUIM. NÃO SEGUNDO GABRIELLE. ELA DISSE A HOLLY QUE NADA ERA BOM. O CORPO DE NATASHA ESTAVA EM LUTA. SEU CORPO TEVE QUE SE CURAR. ERA PARTE DE SEUS PODERES. MAS ISSO FOI DIFERENTE. SEU CORPO ESTAVA INTEGRANDO A ENERGIA EXTERNA. ESTAVA USANDO HOLLY PARA ACELERAR O PROCESSO.

SERIA DIAS ATÉ QUE QUALQUER COISA ACONTECE. HOLLY NUNCA SAIU DO LADO DE NATASHA. FINALMENTE, APÓS DUAS SEMANAS, NATASHA COMEÇOU A AGIR. HOLLY ACORDOU COM O SOM DE NATASHA SE SENTANDO. 

“NATAS!” HOLLY DISSE ENVOLVENDO OS BRAÇOS EM VOLTA DELA.

“Há quanto tempo eu estou fora?”

"DUAS SEMANAS. VOCÊ ESTAVA EM FORMA CRÍTICA.”

“QUEM VEIO AJUDAR?”

“GABRIELA. ELA AINDA ESTÁ AQUI.”

“QUANTOS É ESSE GAB?” NATASHA gritou.

"TRÊS!" GABRIELA RESPONDEU.

“COLOQUE NA MINHA GUIA!”

“EU FIZ O SEGUNDO QUE ENTREI AQUI.”

HOLLY OLHOU PARA NATASHA. 

"O QUE?" NATASHA DISSE. 

DISSE HOLLY, "NO LABORATÓRIO DE HILL EU USEI MEUS PODERES. PENSEI QUE ELE DESATIVAVA-OS.”

NATASHA FICOU QUIETA. ENTÃO ELA FALA. 

"EU ENTENDI. HILL NÃO RESPONSABILIZOU SEU DNA. VOCÊS DOIS SÃO IRMÃOS. SE ELE DEIXOU SEUS PODERES SEREM AFETADOS, TERIA SIDO SUA FRACASSO. ELE NUNCA DEIXARIA ISSO ACONTECER. ENTÃO ELE GARANTIU QUE A NÉVOA NÃO O AFETARIA.”

HOLLY ERA MISTIFICADO. MAS O TRANSE FOI INTERROMPIDO POR UM RAP NA PORTA. 

“SABEMOS QUE VOCÊ ESTÁ LÁ! ABRA!!" 

AS MENINAS FICARAM EM SILÊNCIO. NENHUM DELES TEVE CORAGEM DE ABRIR A PORTA. OUTRA BATIDA VIBROU PELA CABINE. 

“ABRA A PORTA HOLO!”

"O QUE NÓS FAZEMOS?" HOLLY sussurrou.

"NÃO SEI." NATASHA DISSE.

HOLLY HESITOU E DEPOIS ANDOU ATÉ A PORTA. 

Ela segurou a maçaneta na mão e abriu a porta. NA VARANDA ESTAVA UM HOMEM ESTOQUE. ELE TINHA UMA BARBA GROSSA QUE COBRIA METADE DE SUA CARA CICATRIZEDA. ELE RETRATA UMA CONFIANÇA TRANQUILA.

“EM TEMPO. EU QUASE PEDI MEUS GAROTOS ABAIXAR A PORTA.”

"QUEM É VOCÊ?"

“NOME DO HANK GHIGG. E ESTOU AQUI PARA FALAR SOBRE A INICIATIVA DOS DEFENSORES.”

 

O FIM

SOBRE O AUTOR 

SARAH ACKERMAN É UMA MULHER AUTISTA. DURANTE A MAIORIA DE SUA VIDA, ELA FOI INCAPAZ DE SE COMUNICAR. ENTÃO, EM 2017, APRENDEU A ORTOGRAFIA PARA COMUNICAR O MÉTODO DE VOZ INTERNA EM SPRINGFIELD PA. DESDE ENTÃO ELA ENCONTROU SUA VOZ ATRAVÉS DE SUAS HISTÓRIAS.

ELA TEM PAIXÃO POR LIVROS E POR ESTAR Imersa EM DISCUSSÕES. MUITOS DE SEUS PROJETOS CENTRAM O EMPODERAMENTO DE AUTISTAS E MULHERES. SARAH É UMA ADVOGADA DE SEUS COMPANHEIROS NÃO LOCUTORES COMO MEMBRO DA REDE DE ADVOCACY DE ORTOGRAFADORES E ALIADOS DO I-ASC, ASSIM COMO O VISTO (Spellers Empowering Education for Non Speakers).

 

A missão do I-ASC é avançar o acesso à comunicação para não falador indivíduos globalmente através treinamentoeducaçãoadvocacia e pesquisa I-ASC oferece suporte a todas as formas de comunicação aumentativa e alternativa (AAC), com foco em métodos de ortografia e digitação. I-ASC oferece atualmente Treinamento de praticante in Ortografia para se comunicar (S2C)com a esperança de que outros métodos de AAC usando ortografia ou digitação se juntem à nossa associação

 

Postado por sábado, 5 de março de 2022 em I-ASC OS ESPECIALISTAS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *